Rádio Caxias

Notícias



CAXIAS DO SUL

Saúde 07/08/2020 | 12h31

Prefeitura divulga locais onde foram aplicadas vacinas contra a gripe adulteradas


Prefeitura divulga locais onde foram aplicadas vacinas contra a gripe adulteradas
Foto: Prefeitura/ Divulgação

A Prefeitura de Caxias do Sul divulgou na manhã desta sexta-feira (07) os nomes e endereços dos estabelecimentos onde foram aplicadas vacinas adulteradas. Na última segunda-feira (03), uma ação da Polícia Civil prendeu um casal envolvido na fraude.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) revelou que a divulgação dos detalhes sobre as clínicas foi autorizada pela Justiça. O objetivo é que as pessoas que receberam as doses nestes locais procurem as UBSs, a fim de serem corretamente imunizadas.

Os estabelecimentos afetados são:

- PM Apoio Administrativo, com três endereços:

Rua Mariano Mazzochi, nº 590, apto. 102, no bairro Cruzeiro;

Av. Itália, nº 202, salas 800 e900, em São Pelegrino;

Rua Alfredo Chaves, nº 1274, sala 802, no Exposição.

- Clínica Excelence, na Rua Andrade Neves, nº 985, também no Exposição.

- Clínica Amor e Saúde, na Rua Pinheiro Machado, nº 2580, em São Pelegrino.

- Susin Clínica Integrada, na Rua Moreira César, 2650, sala 1501, Edifício City Life, no Centro.

A Secretaria da Saúde apreendeu doses da vacina contra a gripe adulteradas, que estavam sendo aplicadas em clínicas médicas da cidade e em três salas locadas por um casal. A mulher, que possuía um diploma falso, dizia ser técnica de enfermagem, mas não tinha registro.

Eles foram autuados pela Vigilância Sanitária em três momentos distintos, além de terem o estabelecimento interditado. Após enviar o material aprendido para análise, o laudo confirmou a adulteração, classificando o líquido, possivelmente, como soro fisiológico.

Segundo a investigação da Vigilância Sanitária, o casal havia adquirido 300 doses de um distribuidor autorizado, mas transformou isso em mais de mil vacinas, que foram aplicadas nos últimos três meses.

O homem, de 46 anos, e a mulher, de 36, foram preso preventivamente na última segunda, por agentes da 3ª DP. Eles também são acusados de vender e aplicar vacinas adulteradas contra a gripe em outros municípios, como Gravataí, Porto Alegre e Cambará do Sul. O casal vai responder por crimes contra a saúde pública, falsidade ideológica e uso de documento falso.

 


Departamento de Jornalismo


CONFIRA O ÁUDIO








Em breve
Nenhum jogo no momento.